Receba dicas grátis!

Qual a diferença entre uma motobomba e uma bomba de água?

Você talvez já tenha ouvido falar em motobomba e em bomba de água. Mas os termos podem ser usados de maneira equivocada, e assim acabam confundindo muita gente sobre a utilização dos aparelhos e suas particularidades. Qual a diferença entre as duas, afinal?

Preparamos esse post para esclarecer as suas dúvidas! Continue a leitura e conheça melhor as funções de uma bomba de água e de uma motobomba, bem como os modelos que poderão ser encontrados no mercado.

As funções de uma bomba de água

A bomba de água é um equipamento fundamental para quem precisa mover a água de um local para outro. O uso mais comum é para o abastecimento de água em uma casa. A bomba de água transfere água (suja ou limpa) para residências, prédios, indústrias e até pequenas irrigações.

Por exemplo, quem possui um poço artesiano e precisa mandar água para uma caixa d’água (ou cisterna), a bomba de água se faz necessária para aquele bombeamento acontecer. Para quem tem uma caixa d’água em altura elevada, a bomba também é imprescindível, pois a água da rua pode não ter a pressão suficiente para chegar até lá.

Os modelos de bomba de água

Podemos listar ao menos dois tipos de bomba de água: a submersível e a bomba periférica. A bomba submersível funciona de maneira contínua e totalmente embaixo da água. A constante umidade não afeta seu funcionamento porque os motores e toda a parte elétrica nesse modelo estão selados. Esse equipamento, no entanto, pode exigir uma manutenção um tanto complexa.

Já a bomba periférica é aquela que fica fora d’água. Tem os componentes mais acessíveis, e por isso a sua manutenção é bem mais simples.

As funções de uma motobomba

A motobomba é um dos principais componentes do sistema hidráulico do filtro da piscina, junto com o skimmer e o ralo do fundo. Todos esses itens são responsáveis pela boa limpeza da água da piscina. Ou seja, sem o filtro, o tratamento da água fica impossibilitado.

Vale dizer que a motobomba é o equipamento que vai dar a impulsão da água, garantindo que ela circule. É por meio desse impulso que a água chega ao processo de filtragem, onde todas as impurezas podem ser removidas, de modo que ela retorne limpa à piscina.

Outro aspecto importante da motobomba é que esse impulsionamento contribui para que os produtos químicos, adicionados para um tratamento (como o cloro), sejam espalhados por toda a área da piscina de forma mais homogênea.

Os tipos de motobomba para piscina

Diversos modelos de motobomba podem ser encontrados no mercado, mas dois deles recebem um bom destaque e mais indicações pelos profissionais da área: a centrífuga autoaspirante e a motobomba de velocidade variável.

A primeira é a mais utilizada, sobretudo em piscinas domésticas, pela sua fácil adaptação. Esse exemplar aspira a água na direção do filtro e proporciona o retorno dela, livre de impurezas.

O segundo modelo costuma ser mais caro, uma vez que sua velocidade de funcionamento pode ser adaptado, de acordo com a necessidade. Ela também faz menos ruído e, se a velocidade for reduzida, pode garantir economia na conta de energia elétrica.

É preciso entender, no entanto, que nem sempre o modelo de motobomba mais potente será o mais adequado para a sua piscina. É necessário levar em consideração o volume de água, o tamanho do filtro e o diâmetro do encanamento.

O que achou de saber mais sobre o tema? Deixe aqui o seu comentário!

Adicionar comentário